ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: CAMINHOS DIFÍCEIS E CAÓTICOS?!

images (10)

Os trabalhadores da Administração Pública foram confrontados, desde 2011, com uma forte redução das suas remunerações a que se juntou um humilhante congelamento das promoções.

Na prática foi o congelamento da esperança.

À espreita ficou a redução ou extinção dos suplementos que, na prática constituíam também a remuneração mensal percebida.

Mas eis que, em simultâneo, surgem as notícias do descongelamento das promoções para os militares e para os polícias! Disponibilizando-se o Governo para rever os respectivos estatutos.

A que se junta o diploma que prevê uma reestruturação das carreiras dos trabalhadores de alguns serviços do Ministério das Finanças não inseridos em carreira especial como os da ATA, outorgando-lhes, na prática, uma percentagem remuneratória adicional.

Isto diz bem da democracia que temos e do bem fundado das medidas governamentais ditas de reforma da Administração Pública.

Se juntarmos a gestão de trabalhadores na Administração Pública que leva à colocação de centenas em requalificação quando o que está em causa é o despedimento de muitos deles ao fim de um ano com a remuneração reduzida, fica-se com uma ideia da aposta que o Governo faz da gestão das pessoas, não as colocando onde poderiam ser aproveitadas. E muitas delas vão calcorreando serviços, substituindo a gestão que a outros cabia e encontrando muitas vezes um novo local onde podem voltar a dar o seu contributo para os objectivos comuns.

A última medida divulgada tem a ver com os médicos que irão receber 200 euros por dia de ajudas de custo em caso de mobilidade.

Custa muito assistir a uma gestão fragmentada, sem uma linha condutora, de todos conhecida e de adesão óbvia.

Mas, quando o que temos assenta somente numa redução arbitrária de quadros de pessoal, substituindo trabalhadores por outros recrutados a empresas por aquisição de serviços, com óbvio empobrecimento do serviço prestado e sem ganhos, salvo para os bolsos de alguns,

Mas, quando chegamos à situação de, em alguns serviços, os cidadãos terem de marcar com antecedência quando poderão obter algum esclarecimento, ou nem isso,

Algo vai muito mal numa Administração Pública serviço dos Portugueses e paga com língua de palmo com um IRS que se destaca bem entre todos os impostos.

Lisboa,24-03-2015

Bettencourt Picanço

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s