O FUTURO PROMETIDO: A REDUÇÃO DOS SALÁRIOS E DAS PENSÕES?!

th6UZQLAAV

Parece mentira! Mas é a “verdade” que nos está a ser prometida quer pelo Governo e os partidos que o integram (PSD e CDS), quer pelo maior partido da oposição (PS): o futuro está na redução das remunerações dos trabalhadores!

É óbvio que “eles” não o dizem assim.

Mas se ambos apontam para uma redução da TSU para as empresas isso significa o quê?

Isso significa que, cabendo a um trabalhador a remuneração imediata de x e a remuneração diferida de y, correspondendo esta à parcela dos descontos do empregador para a Segurança Social, se esta última é reduzida é o empregador que vai pagar menos ao trabalhador.

Portanto e muito simplesmente, este empobrece ainda mais sendo que isso acontece por ação direta do Estado que entende que isso é importante para o desenvolvimento do país. E isto quer o empregador promova novos investimentos quer compre um novo “mercedes”.

Mas se tivermos ainda em conta que uns (PSD e CDS) e outro (PS) estão também preocupados com o futuro da Segurança Social, a medida é claramente de levar as mãos à cabeça.

É que o Governo (PSD/CDS), que tem vindo a onerar os pensionistas com a chamada “contribuição extraordinária de solidariedade”, que promete extinguir em 2016 e 2017, coloca-lhes agora em cima da cabeça uma redução definitiva das pensões de 600 milhões de euros (!) não se sabendo ainda como vai fazer essa redução … se ganhar as eleições!

Já o PS, para grande surpresa minha, põe todos os ovos na redução da TSU para empregadores e trabalhadores.

Para os empregadores haverá uma redução definitiva da TSU de 1,5% em 2016 e 2017 e 1% em 2018.

Para os trabalhadores, com menos de 60 anos, a redução da TSU será de 1,5% em 2016 e 2017 e de 1% em 2018, revertendo-se a redução a partir de 2019, em oito anos.

O PS diz esperar que a medida, chamada de “política económica”, aumente a procura interna, não pondo em causa as pensões já formadas ou próximo de serem constituídas.

Como é óbvio, haverá uma forte perda de receita da Segurança Social e os trabalhadores verão as suas pensões ainda mais reduzidas a partir de 2027.

O que me surpreende, numa altura em que trabalhadores e pensionistas/aposentados têm vindo a sentir uma forte redução dos seus proventos, é haver partidos políticos que se apresentam aos eleitores oferecendo uma maior redução das remunerações (ainda que diferidas) e das pensões, às claras ou encapotadamente, para que votem neles.

Lisboa,16 de junho de 2015

Bettencourt Picanço

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s